terça-feira, 24 de novembro de 2015

30 - ...E CONTIGO EU MORRI NESSE DIA * Anelo




Eu quero acreditar que tu és eu
e que eu sou tu. E venha o que vier,
seremos, juntos, homem e mulher,
o ser que o nosso sonho concebeu.

O ser aqui e ali e mais além
o nó que nunca mais alguém desfaça
no anseio de fazer de nós refém
do embuste que nos trouxe só desgraça.

Eu quero acreditar e o meu desejo
é ver o que tu vês a toda hora,
é veres, tu também, o quanto eu vejo.

E juntos, para além do desatino,
podermos descobrir-nos onde mora
o sonho que sonhamos por destino.



José-Augusto de Carvalho
Alentejo, 10/7/2015

Sem comentários:

Enviar um comentário

Procuro ser uma pessoa honesta. Não será bem-vindo a este espaço quem divergir desta minha postura.